sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Visões do Passado - Churrascaria do Alfredo

Por: Luiz Gastão Gumy
______________________________________________________


Alfredo Rain, cidadão Palmeirense nascido em 12/01/1937, 76 anos de idade, aposentado, casou-se em Palmeira com Genilda Martins natural de Pinheiral dos Malucelli, os quais tiveram 6 filhos: Albonei, Alcioni, Anselmo, Ana Sonia, Anderlei (in memorian) e Altemar.
Em 1949 antes de construir sua churrascaria, trabalhou no Hotel Schultz sito à Rua Conceição. Ali ele permaneceu 17 anos, sendo que nos últimos anos foi gerente daquele estabelecimento.



Em 1965 resolveu trabalhar por conta própria e contrata o Sr. Vicente Ianoski (Carpinteiro) para sozinho erguer sua casa que serviu como sua residência e churrascaria. Em 1966 com muito esforço e ajuda de sua esposa, inicia suas atividades, criando ali todos os seus filhos o qual obteve mais tarde a ajuda e a recompensa de todos. Sua freguesia era grande e ele atendia uma média de 35 almoços por dia de segunda a sábado.
Lembrando que antes da construção da BR-277, havia muito movimento em frente ao seu comércio tanto de caminhões como de carroças que traziam as safras de batata, milho, cebola e outros produtos do interior para vender na cidade, e ali chegavam para saborear seu suculento churrasco. Mesmo com a passagem da BR-277 ao lado, era contra mão para alguns caminhoneiro se dirigirem até a churrascaria, mas Alfredo disse que não teve prejuízos pois, sua freguesia sempre foi certa, e que durante a construção da BR teve boa receptividade dizendo que muitas pessoas de fora com suas famílias vinham ali para almoçar, citando diversos clientes de algumas cidades como Iraty, Guarapuava, São João do Triunfo, São Mateus do Sul, Ourinhos –SP., Catiguá-SP  e até do Paraguai. Com a BR-277 em fase de construção, recebeu todo o pessoal da Rodoférrea (Terraplanagem) e da empresa S. Menegusso (Asfalto) que ficaram aqui por dois anos, inclusive quase todo o quadro de pessoal que comandou a construção da represa de Itaipú o qual foi muito bom e importante para ele. Perguntado qual o freguês mais antigo que ele teve, citou 3 pessoas: os irmãos João, Inácio e Félix Marcovicz.
Nesta pequena e modesta churrascaria, o Alfredo com 8 mesas conseguia acomodar 32 pessoas sentadas ao mesmo tempo. Após 38 anos neste ramo, conseguiu sua aposentadoria e hoje ele administra o Pesque e Pague na Avenida das Palmeiras, um pouco mais acima da antiga churrascaria



4 comentários:

  1. Lembro como se fosse hoje quando meu pai Gustavo Adolpho Rain dizia
    hoje vamos para Palmeira almoçar no Tio Alfredo, era uma alegria só...
    tenho muitas saudades!

    ResponderExcluir
  2. Lembro do Churrasco com Salada de Cebola e Tomate , o Melhor de Pameira

    ResponderExcluir
  3. Tio Alfredo e Tia Tika, adorei conhecer vocês! Obrigada por me receberem tão bem! Gabí (nora da Lete - in memorian
    )

    ResponderExcluir