sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Visões do Passado - Armazém de Alexandre Schamne

Por: Luiz Gastão Gumy
______________________________________________________



Este Armazém iniciou suas atividades em data de 21/04/1949 e aqui funcionou por muitos anos com endereço à Rua Conceição, 484, próximo a loja de peças “J.Bornancim”, O prefeito na época era o Sr. Benjamim Malucelli, que tinha como “Guarda Livro” o Sr. Oscar Teixeira de Oliveira, o qual expediu o alvará de funcionamento para este armazém. O ramo de atividade do Sr. Alexandre era “Comercio de Secos e Molhados”, com alvará de licença da Prefeitura sob nº 1.133. Nasceu na localidade de Pugas, município de Palmeira em data de 12/02/1906.
Muitos carroceiros do interior traziam vários produtos como: feijão, batata, carne de porco em prancha, e farinha de mandioca para trocarem por sal e açúcar. Todos estes produtos eram comercializados à base de troca, porque o manuseio do dinheiro na época era muito escasso.


Aqui, eram comercializados produtos soltos como querosene, arroz, milho, feijão e também uma boa cachaça em barriu de 100 litros. A cerveja servida no balcão era bem fresquinha, pois armazenava-se até por dois anos no porão da casa sem estragar. Naquele tempo não havia geladeiras e para servir uma cerveja fresquinha, conservava-se as garrafas em porões.
Lembramos com muitas saudades de um viajante da cidade de Irati chamado Ilírio Escorsim, com seu furgão verde da marca Chevrolet, e aqui vendia seus produtos como: balas da marca Confiança e bolachas da marca Lucinda, todas embaladas em latas. Era a empresa Sansomar das famosas “Balas Confiança”.
Muitos palmeirenses compravam no “Caderno”, e muitos destes palmeirenses eram funcionários da empresa “A Madeireira”, fregueses assíduos. 
Alexandre tinha um depósito de bebidas onde hoje funciona a loja de Móveis Dambroski. Estas bebidas eram do vendedor Sr. Breciane, e Alexandre foi por muito tempo representante desta marca que pertencia a uma distribuidora de bebidas de Ponta Grossa. No entanto, todas as festas de casamentos que aconteciam na cidade e no interior do município, daqui se abasteciam, e o Sr. Alexandre supria com tranqüilidade todo o comércio.
Antes de instalar seu armazém em nossa cidade, trabalhava com lavoura e tinha sua carpintaria instalada na localidade de Pugas. Casou-se em 22/03/1931 com a Sra. Estefania Biel Bach, os quais tiveram doze filhos, quatro ainda vivos: Laura, Ofélia, Apolônia  e Amilton.
Em Janeiro de 1971 com sua saúde debilitada encerrou suas atividades, vindo a falecer em 1972 com 66 anos de idade. Passou o armazém para seu filho Amilton, o qual conduziu por muitos anos, hoje, com novas instalações, está sob a responsabilidade de Alexandre Schamnne Neto, funcionando na esquina da Rua Conceição com Diogo de Freitas. Premiado diversas vezes com certificado de “Destaque do Ano”, a loja comercializa artigos para pesca, presentes e muitas outras utilidades. Dia 17/08/2013 sob novas instalações reabriu como “Casa Schamne”.




Nenhum comentário:

Postar um comentário