quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Visões do Passado - A Casa de João Schamne Filho e Luiza Biehl Bach

Por: Luiz Gastão Gumy
______________________________________________________




Em data de 02 de abril de 1878, teve inicio a colonização dos Alemães do Volga na Colônia Pugas, sito a 3 Km da sede do município de Palmeira.


Ali se instalaram mais ou menos 100 pessoas entre adultos e crianças, e suas casas foram construídas no estilo de suas origens. Hoje, restam poucas casas daquela época e uma delas e esta da foto que era situada na esquina das ruas Cél. Ottoni Ferreira Maciel com a Rua Padre Camargo e que teve um valor histórico muito grande pois, lembrava a colonização dos Alemães do Volga. Em 1955, ela foi trazida da Colônia Pugas pelo Sr. João Schamne Filho conservando todas as suas características originais.
No Pugas pertenceu a João Schamne, a Alexandre Schamne e posteriormente a João Schamne Filho, que era casado com Luiza Biehl Bach Schamne, estes, tios de Arnoldo Monteiro Bach.
Arnoldo Monteiro recebeu da família schamne esta belíssima casa como doação, para ser erguida do mesmo jeito como estava em Palmeira, no intuíto do mesmo preservar as raízes e a história de um povo imigrante. Situada no Sítio Minguinho, de sua propriedade, passou a denominar-se “Memorial dos Alemães do Volga”, em homenagem a esse ilustre casal, e a esse povo que depois de viver uma verdadeira epopéia  na região do Volga, na Rússia, estabeleceu-se nos Estados Unidos, Canada, Argentina e Brasil. Em Palmeira, sua numerosa descendência, tem emprestado inestimável contribuição ao desenvolvimento do município.

Nenhum comentário:

Postar um comentário